quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Lição para a Humanidade - Papa Francisco prefere um ateu a um católico hipócrita

O Papa Francisco deu uma declaração nesta terça-feira veiculada em vários jornais, que atingiu em cheio uma classe de pessoas que usam a religião como camuflagem para suas ações imorais.  

Este escritor, particularmente, gostou muito, pois concorda com cada palavra do Pontífice, representante máximo da Igreja Católica.

O Papa é contra àqueles que se dizem muito católicos, sempre vão à missa, pertencem a instituições e na verdade sustentam uma vida dupla. “É um escândalo dizer uma coisa e fazer outra. Isto é uma vida dupla”, disse o Papa.

O Papa também é contra àqueles que não valorizam adequadamente seus funcionários, lavam dinheiro, fazem negócios sujos e tentam levar vantagem em tudo, passando por cima das pessoas sem o menor respeito.

Este sermão é extremamente importante e nos chama para uma singular reflexão. Até que ponto o indivíduo é capaz de perder todos os seus princípios para obter vantagens próprias? Qual o limite dessas pessoas, ou será que ele não existe?

A profunda decepção do Papa com representantes e fiéis da Igreja Católica é um alerta à humanidade. Ele demonstra o enorme respeito a individualidade do ser humano e suas crenças e ataca severamente aos hipócritas de sua religião. Afinal, o que Cristo prega é o Amor ao Próximo, e não a falsidade.

Francisco é um homem admirável em todos os sentidos, pois é um autêntico representante Cristão. Com atitudes que nos levam a refletir e respeitar ao próximo. Francisco está deixando um legado que todos nós devemos seguir. Ele não nos pede apenas para olhar as imperfeições da Igreja Católica, mas nos clama por olhar para as nossas próprias imperfeições e seguir no caminho da evolução espiritual.

Obrigado Papa Francisco por ser Iluminado! 

Link da Matéria da Folha de São Paulo: 

2 comentários: